RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

sábado, 11 de novembro de 2017

Militares presos acusados de organização criminosa

SSP revelam nomes de policiais criminosos e afirmam que estão detidos no quartel à disposição da justiça

Foto: Divulgação/SSP

  A Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou na noite da última sexta-feira os nomes dos policiais militares, que foram presos durante a operação Diamante Negro, ocorrida na quinta-feira, 9, nas cidades de Imperatriz e São Luís. Ainda segundo a polícia, eles fazem parte de uma organização criminosa acusada de homicídio, tráfico de entorpecentes, extorsão, assaltos a instituições financeiras e caixas eletrônicos.

  Os militares presos no Comando Geral da Polícia Militar, no Calhau, foram identificados como Gerson Vieira dos Santos, Bruno Silva Santos, Jorge Lucas Melo Garcia, Danny Wuely Galvão Amaral, Rodrigo Azevedo Correa, João Batista Viana Fonseca e Paulo Weberth dos Santos.

  Os demais policiais presos são Mailton Pereira Pacheco, Wilson Castro do Nascimento, John Mayke Barros de Sousa, Hermano Lima de Queiroz, Victor José Santos Lira e Brenno Duarte Bezerra.

Operação

  A operação Diamante Negro contou com o trabalho das equipes da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Polícia Militar pela Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos (DIAE) e também pelo Centro de Inteligência da SSP.

  No decorrer da investigação foi constatado que a quadrilha integra cerca de 17 envolvidos, sendo que destes, 13 militares do Maranhão como ainda um policial militar do Pará, identificado por Jack Helson Nascimento Assunção. Ainda na manhã de sábado, 11, continuavam sendo procurados Weverton Soares de Oliveira; Mieli Araújo; Raimundo Romulo e Kerbeson Campelo pela polícia.

  A polícia também informou que Weverton Soares já foi preso acusado de roubo a banco e narcotraficante. Ele foi flagrado com a posse de 15 armas de fogo, sendo que destas, 10 eram fuzis. Em companhia dele foi preso com o policial Militar Mailton Pereira Pacheco.

Fonte: O ESTADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário