RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

terça-feira, 26 de julho de 2016

Preta Gil sofre ataques racistas na internet e presta queixa no Rio de Janeiro


A cantora ao chegar à delegacia estava acompanhada pelo marido Rodrigo Godoy, uma advogada e o empresário.

  A cantora Preta Gil prestou queixa numa delegacia, no Rio de Janeiro, na tarde desta terça-feira (26), sobre os ataques racistas que sofreu na internet. Preta publicou no Facebook um desabafo e afirmou ter sido "atacada" com "diversas mensagens de ódio" nesta segunda-feira (25).
  "...Ontem fui atacada com diversas mensagens de ódio em minha pagina no Facebook; uns atacaram minha cor, meu trabalho, meu corpo, outros tentando fazer piadas de péssimo gosto apenas para tentar me denegrir ou magoar, eles assinaram todos os posts com uma # agiram em bando, são organizados e cruéis. SAIBAM esse tipo de ataque só me fortalece, eu conheço o meu VALOR !!!", escreveu a cantora em seu perfil.
  Na publicação, a artista disse ainda que, desde muito nova, sempre conviveu com o preconceito de "quem não aceitava ver filho de negro em uma escola particular, de quem não consegue aceitar que uma pessoa pode se chamar Preta".
  "São covardes, são pessoas vis, não sei quem são. Será que eu deveria não dar atenção ou querer me preocupar com isso? NÃO! Vou me defender em meu nome e de quem mais se sentiu ultrajado com essa verdadeira doença social. Essa epidemia de desamor e ódio que se alastra e atinge a todos. Estou cansada dessa impunidade, dessa onda de ódio, de gente que escreve o que quer para atacar a quem está quieto. Quero justiça!", disse.
  A assessoria de imprensa da cantora disse que ela irá registrar o caso na Delegacia de Crimes de Informática.



Fonte: Jornal do Tocantins

Nenhum comentário:

Postar um comentário