RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Ator italiano Bud Spencer morre aos 86 anos


O ator foi conhecido sobretudo por papéis carismáticos em alguns dos chamados "Spaghetti western", especialmente os humorísticos, junto com Mario Girotti, o verdadeiro nome de Terence Hill

Bud Spencer era figurinha conhecida da Sessão da Tarde no começo da década de 90

  O ator italiano Bud Spencer, nome artístico de Carlo Pedersoli, faleceu nesta segunda-feira aos 86 anos, segundo seu filho, Giuseppe Pedersoli, que afirmou que ele morreu acompanhado de sua família em um hospital de Roma.

  "Papai se foi serenamente às 18h15. Não sofreu, tinha todos nós junto com ele, e sua última palavra foi 'obrigado", afirmou Giuseppe, de acordo com a imprensa italiana.

  O ministro da Cultura da Itália, Dario Franceschini, também lamentou a morte de Bud Spencer. "Desaparece um grande ator de nosso cinema que, no curso de sua longa carreira, soube divertir gerações inteiras e conquistar o público com seu grandíssimo profissionalismo".

  "Ciao #Bud Spencer. Tantos gostávamos de você", escreveu por sua vez no Twitter o primeiro-ministro Matteo Renzi.

  A última participação do ator na televisão foi em 2010, em uma série de ficção do "Canale 5" chamada "I delitti del cuoco" (Os crimes do cozinheiro).

 O ator foi conhecido sobretudo por papéis carismáticos em alguns dos chamados "Spaghetti western", especialmente os humorísticos, junto com Mario Girotti, o verdadeiro nome de Terence Hill.

 Devido a seu físico imponente, ele começou a trabalhar em alguns filmes como "Quo Vadis?" (1951), mas seu primeiro grande papel foi o do agressivo Nando do filme de Mario Monicelli "Um Herói de Nossos Tempos" (1955).

  Em 1957, Pedersoli deixou a Itália rumo à América do Sul, onde trabalhou como operário da construção civil. E, após retornar a seu país natal, fez sucesso na música compondo para cantores do momento como Ornella Vanoni e Nico Fidenco.

  Seu retorno ao cinema foi com o título de Giuseppe ++Colizzi++ "Deus Perdoa... Eu Não!", de 1967, que marcou o tipo de personagem que depois Spencer interpretaria, o do gigante gentil, mas muito bom de briga.

  Mas foi sua parceria com Terence Hill que o catapultou à fama, lançando um autêntico gênero cinematográfico com filmes como "Os Quatro da Ave Maria" (1968), "A Colina dos Homens Maus" (1969), "Chamam-me Trinity" (1970), "Trinity Ainda é Meu Nome" (1971), entre muitos outros.

  Nos anos 80, Bud Spencer protagonizou filmes em parceria com Terence Hill que misturavam humor e ação, embora sem a ambientação do Velho Oeste, como "Quem Encontra um Amigo, Encontra um Tesouro" (1981), "Dois Loucos com Sorte" (1983), "Eu, Você, Ele e os Outros" (1984) - rodado no Rio de Janeiro - e "Os Dois Super-Tiras em Miami" (1985).

  Nos últimos anos, o ator participou de "Cantando dietro i paraventi" (2003) e algumas séries para televisão.

  Carlo Pedersoli também quis dar o salto à política, e em 2005 disputou as eleições regionais do Lácio, cuja capital é Roma, pelo Forza Itália, partido de Silvio Berlusconi, mas não foi eleito.

  Antes de ficar mundialmente conhecido como ator, Pedersoli foi 20 vezes campeão da Itália de natação em provas medley e dos estilos peito e borboleta. Em julho de 1950, aos 20 anos, tornou-se o primeiro italiano a nadar os 100 metros medley abaixo de 1 minuto (59s5).

  Pedersoli disputou dois Jogos Olímpicos, os de Helsinque 1952 e Melbourne 1956. Além disso, praticou polo aquático (pela Lazio), rúgbi e boxe.

Veja uma entrevista dos Trapalhões com Bud Spencer e Terence Hill:


Fonte: Jornal do Tocantins

Nenhum comentário:

Postar um comentário