RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Entidades querem apoio da Câmara Municipal contra o transporte clandestino de passageiros


Texto: Carlos Gaby
Fotos: Kelly Queiroz/Assimp

  Representantes de entidades do setor de transporte de passageiros se reuniram na tarde desta quinta-feira (3) no gabinete do presidente da Câmara de Vereadores, José Carlos Soares, para buscarem o apoio do legislativo imperatrizense na campanha contra o serviço clandestino operado nesse setor em âmbito municipal.

  A audiência foi intermediada pelo vereador Bebé Taxista (PEN), um dos representantes da categoria, que participou da reunião.

  Os profissionais que trabalham legalmente no setor, como taxistas e mototaxistas, são os que mais sofrem com a concorrência dos chamados “clandestinos”.

  Além da concorrência que consideram desleal, os taxistas, por exemplo, reclamam que há excessos de pontos, elencam também outras dificuldades e a exigência de cumprirem uma série de normas legais. Afora o gasto com combustível, ainda pagam outras taxas.

  E agora podem enfrentar um concorrente de peso: o Uber, o transporte privado urbano que oferece serviço igual ao taxi tradicional, conhecido como serviço de “carona rumerada”.

  O presidente José Carlos disse que a Câmara Municipal não vai se omitir do debate e participará ativamente sobre a discussão do transporte clandestino de passageiros, além de lutar para resguardar os direitos dos profissionais e modalidades que atuam legalmente no setor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário