RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

domingo, 23 de abril de 2017

Jerry Adriani, ídolo da Jovem Guarda, morre aos 70 anos



O cantor estava internado em um hospital na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, em consequência de um câncer

família do cantor ainda não informou horário e local do velório.
família do cantor ainda não informou horário e local do velório. (Foto: Reprodução / G1)

  RIO DE JANEIRO – Ídolo da Jovem Guarda, morre aos 70 anos o cantor Jerry Adriani. O artista faleceu às 15h30 deste domingo, no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde estava internado por consequência de um câncer.

  A família do cantor confirmou a morte, mas ainda não deu informações sobre horário e local do velório.

Saiba mais

  Depois de ser internado, no dia 7 de abril, devido a uma trombose venosa profunda na perna. No hospital, Jerry foi submetido a uma série de exames que diagnosticaram a doença. Por meio das redes sociais, o cantor vinha relatando, desde meados do mês de março, seu prolema de saúde.

Vida e carreira

  Jair Alves de Souza nasceu em 29 do janeiro de 1947, no bairro do Brás, em São Paulo. Tornou-se artisticamente conhecido com o nome de Jerry Adriani e iniciou vida como cantor profissional em 1964, com o LP Italianísimo. No mesmo ano gravou o Credi a Me.

  Comandou, entre 1967 e 68, na TV Tupi, A Grande Parada (junto com Neyde Aparecida, Zélia Hoffmann, Betty Faria e Marilia Pera) um musical ao vivo que apresentava os grandes nomes da MPB, consagrando-se definitivamente como um dos cantores de maior popularidade em todo o país.

  No cinema fez três filmes como ator/cantor “Essa Gatinha a Minha” (com Peri Ribeiro e Anik Malvil) “Jerry, A Grande Parada”, “Jerry em busca do tesouro” (com Neyde Aparecida e os Pequenos Cantores da Guanabara). Nessa mesma época, final dos anos 60, ganhou o titulo de Cidadão Carioca com o projeto do deputado Índio do Brasil.

  Antes de Raul Seixas ser conhecido, fez parceria com ele. Gravou muitas músicas do "Maluco Beleza" e foi produzido por ele entre os anos de 1969 a 1971.

  No ano de 2007, Jerry gravou, no Canecão, Rio de Janeiro, seu primeiro DVD, “Jerry Adriani Acústico Ao Vivo”, também lançado em CD em formato acústico, no qual faz releitura de sucessos que se tornaram clássicos de sua carreira, apresentando também canções inéditas.

  O legado deixado por Jerry Adriani será levado para sempre por muitos fãs e admiradores do trabalho do cantor.

Fonte: O ESTADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário