COMERCIAL ESTRELA

COMERCIAL ESTRELA

sábado, 30 de março de 2019

Ator da 'Praça' é condenado a devolver R$ 100 mil aos cofres públicos


Saulo Laranjeira recebeu quantia por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de MG, mas apresentou irregularidades na prestação de contas


© Reprodução

  Saulo Laranjeira, o deputado corrupto João Plenário, em "A Praça É Nossa", terá de devolver mais de R$ 340 mil aos cofres públicos. A decisão é do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), da última terça-feira (26). O valor foi captado para um programa de TV.

    "É uma tempestade em copo d'água, uma coisa absurda, uma coisa que não tem lógica com a história que tenho, principalmente aqui em Minas, com o meu trabalho, a lisura que tenho e a pessoa séria que sou com toda a divulgação da cultura brasileira. Estou pasmado com isso, sem dúvida alguma", disse o humorista ao "UOL".

  Saulo afirmou que vai recorrer da decisão.

  Como explica o site, o caso refere-se à captação de R$ 100 mil, em 2001, de recursos públicos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura para a realização do projeto "Arrumação 2000", do programa de TV que apresenta na Rede Minas. Corrigido e atualizado, o valor ficou em R$ 341.619,69.

  O TCE considerou irregulares as contas prestadas pelo artista, com 15 anos de atraso.

  O projeto teve um custo total de R$ 756.921,79. Na época, o artista pediu R$ 300 mil, mas recebeu R$ 100 mil.

Fonte: Notícias ao Minuto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário