RUA LEÔNCIO PIRES DOURADO EM FRENTE O QUARTEL DA PM

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

PMs acusados de homicídio são inocentados pela justiça em Imperatriz


  Os soldados da Polícia Militar John Mike Barros de Sousa e Wictor José dos Santos Lira foram absolvidos, por sentença de impronúncia ao Tribunal do Júri, pela Juíza da 1ª vara criminal de Imperatriz, Edilza Barros Ferreira Lopes Viegas. Ela entendeu que os indícios de autoria são frágeis e insuficientes para remeter os denunciados a julgamento.

  Segundo ela, as provas contrárias as de negativa de autoria apresentada pelos réus são fracas, pois nenhuma testemunha foi capaz de apontá-los como autores do crime. Faz-se necessário um mínimo de elementos a apontar um cidadão como possível autor de um crime contra a vida, sofrendo o risco de ser levado a julgamento popular.

  O pedido da denúncia foi julgado improcedente, portanto, por não haver provas da participação dos acusados no crime, com fulcro no art. 414 do CPP, De imediato, foi revogada a prisão preventiva dos mesmos expedido alvará de soltura.

  O Promotor de Justiça responsável pelo caso não recorreu da decisão, concordando com a inocência dos acusados.

  Segundo o advogado de defesa dos policiais, Oziel Vieira, a justiça foi feita, pois ao final da instrução criminal restou comprovada a inocência dos policiais que não tinham nenhum indício ou motivação para se envolverem com o crime apontado na denúncia. Ele ressaltou que os PMs são grandes profissionais e têm, em seus currículos, muitos reconhecimentos por parte de seus comandantes.

  Segue abaixo parte da decisão judicial da absolvição dos policiais militares.







Fonte Blog Gilberto Lima


                        Publicidade
    Rua; Leôncio Pires Dourado em frente o quartel da PM

Nenhum comentário:

Postar um comentário