RUA LEÔNCIO PIRES DOURADO EM FRENTE O QUARTEL DA PM

quarta-feira, 28 de março de 2018

Mãe que jogou filho de ponte faz exames de sanidade


Karla Regina Mendes Pereira será submetida a avaliação psiquiátrica no Costa Rodrigues a pedido da Justiça; ela continua presa

Karla Regina Mendes Pereira jogou o filho da ponte São Francisco (Foto: Divulgação)

  SÃO LUÍS - O exame de sanidade mental de Karla Regina Mendes Pereira, de 23 anos, está previsto para ocorrer na manhã desta quarta-feira, 28, no Hospital Nina Rodrigues, no bairro do Monte Castelo. Ela está presa na unidade prisional feminina de Pedrinhas acusada de ter jogado o próprio filho, de 7 meses, da ponte José Sarney, no dia 18 de março deste ano.

  Esse exame foi solicitado pela juíza da Central de Custódia de São Luís, Andréa Frota Maia. A acusada vai ser avaliada por uma equipe do Nina Rodrigues, composta por psiquiátricos, psicólogos e assistentes sociais, e o resultado deve ser encaminhado no prazo de 45 dias à Justiça, que a partir daí, vai decidir a permanência ou não de Karla Mendes em Pedrinhas.

  Uma clínica particular de psiquiatria emitiu um lado comprovando que Karla Mendes sofre de transtornos mentais e que esteve internada por quatro vezes nesses últimos dois anos nessa casa de saúde. A última internação ocorreu em março de 2017.

  Os familiares de Karla Mendes ainda ontem estavam apreensivos com a situação em que ela se encontra na penitenciária feminina de Pedrinhas, já que está precisando de cuidados psiquiátricos, principalmente de tomar os remédios controlados. “Ela permanece presa em Pedrinhas sem acompanhamento psiquiátrico e não está tomando os remédios controlados”, desabafou Dayane Pereira, irmã de Karla Regina.

Entenda o caso

  O caso está sendo investigado pela equipe da Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (DPCA), na Beira-Mar. A polícia também informou que Karla Mendes foi presa no último 18 por tentativa de homicídio contra seu filho, um bebê de 7 meses. Ela jogou a criança da Ponte do São Francisco para o rio Anil, em São Luís.

  Na delegacia, a detida afirmou aos policiais que sofre de transtornos mentais e que faz uso de remédios controlados. A criança passou por exames no Hospital Municipal Socorrão I, no centro, e não foi constatada nenhuma lesão grave, apenas um hematoma nas costas por causa do impacto da queda. No momento a criança está sob os cuidados dos familiares de Karla Mendes.

Fonte: O ESTADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário