AV: LEÔNCIO PIRES DOURADO EM FRENTE O QUARTEL DA PM

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Jovem morto no Centro de São Luís teria envolvimento com facção criminosa


A vítima é Pedro Lucas Vale Ferreira, de 15 anos.


le era estudante de uma escola nas proximidades onde o crime foi praticado, de acordo com informações da polícia. (Foto: Divulgação)

  SÃO LUÍS – Foi identificado o adolescente morto a tiros na manhã desta sexta-feira (9), na praça Gonçalves Dias, no Centro de São Luís. A vítima é Pedro Lucas Vale Ferreira, de 15 anos. Ele era estudante de uma escola nas proximidades onde o crime foi praticado, de acordo com informações da polícia.

  De acordo com testemunhas que presenciaram o homicídio, dois homens, que estavam em uma motocicleta de cor vermelha, efetuaram disparos de arma de fogo que acertaram a cabeça da vítima. Após o crime, os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados pela polícia.

  Em entrevista à rádio Mirante AM, o delegado Felipe Freitas, da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), informou que na manhã desta sexta-feira (9) estava ocorrendo um baile de Carnaval na escola onde a vítima estudava. Entretanto, na hora do evento, Pedro Lucas estava do lado de fora do colégio, na companhia de outras duas alunas.

  O delegado relatou ainda que, segundo informações da direção da escola e dos próprios familiares da vítima, Pedro Lucas não frequentava regularmente o colégio. “A direção da escola nos informou que a vítima apareceu duas ou três vezes no colégio este ano de 2018”, contou o delegado.

  Ainda de acordo com informações do delegado Felipe Freitas, a direção da escola confirmou que a vítima tinha comportamentos indisciplinados dentro da instituição, tendo sido, inclusive, encontrado com um simulacro de arma de fogo no colégio.

  A família da vítima informou a polícia que Pedro Lucas estava frequentando assiduamente a região do condomínio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no bairro Camboa, em companhia de criminosos da facção Comando Vermelho. “O que foi reportado pela família da vítima é que ele já estaria com envolvimento com essa facção, inclusive com a divisão de tarefas. No caso, Pedro Lucas era o vigia da facção, ali mesmo no condomínio do PAC, na Camboa”, informou o delegado Felipe Freitas.

  Ainda de acordo com a polícia, na noite dessa quinta-feira (8) houve um tiroteio próximo ao condomínio e a vítima supostamente teve participação na ação. Câmeras de monitoramento instaladas próximas ao local do tiroteio filmaram a ação e as imagens já estão com o Instituto de Criminalística e Medicina Legal (Incrim), onde serão analisadas. Segundo o delegado Felipe Freitas, o crime desta sexta-feira pode ter relação como o tiroteio da noite de quinta.

Fonte: iMirante.com



                         Publicidade
Rua Visconde de Maua, Praça São Miguel, Parque Anhanguera, Imperatriz - Ma. Tel: (99) 3523-6800.

Nenhum comentário:

Postar um comentário