RUA JOÃO PESSOA PRÓXIMO A PRAÇA DA VIOLA

sábado, 3 de fevereiro de 2018

IML conclui laudo sobre morte de candidato do concurso da PM-MA


Marcone Ferreira Cordeiro passou mal durante teste e morreu na madrugada deste sábado (3).


  SÃO LUÍS - A Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Governo do Maranhão informou, na noite deste sábado (3), que a causa da morte do cirurgião-dentista Marcone Ferreira Cordeiro foi trombose venosa profunda, de acordo com o laudo emitido pelo Serviço de Verificação de Óbito (SVO) do Instituto Médico Legal (IML). Marcone morreu nas primeiras horas deste sábado, após passar mal no Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA).

  Marcone Ferreira realizou o teste na sexta-feira (2), no núcleo de esportes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e passou mal logo em seguida. O candidato foi socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Itaqui-Bacanga, onde foi medicado, mas não resistiu e morreu durante a madrugada. A SES informa que foi assegurada toda assistência exigida pelo caso, entretanto, a família de Marcone alega que a ambulância não teria oxigênio para o socorro, o que teria agravado o problema.

  Este é o segundo caso de candidato do concurso da PM-MA que morre após passar mal durante o Teste de Aptidão Física. Na terça-feira (30), Daniele Nunes da Silva, de 24 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e foi levada para a UPA do Itaqui-Bacanga, mas não resistiu. Daniele era escrivã da Polícia Civil em Barra do Corda, município a 462km de São Luís.

  Responsável pela aplicação do concurso, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), responsável pela aplicação do concurso, lamentou a morte do candidato e informou que Marcone Ferreira apresentou atestado médico, emitido por médico registrado no CRM, no qual foi declarado que ele estava apto para a realização do Teste de Aptidão Física (TAF).

Confira a nota da Cebraspe:

  “O Cebraspe lamenta a morte do candidato Marcone Ferreira Cordeiro, ocorrida na madrugada deste sábado. Este Centro aguarda informações sobre a causa da morte e esclarece que o referido candidato apresentou atestado médico, emitido por médico com registro no CRM, no qual foi declarado que ele estava apto especificamente à realização do teste de aptidão física desse concurso. Os testes físicos realizados pelo Cebraspe são sempre acompanhados por profissionais médicos e enfermeiros, além de ambulância equipada com mini UTI móvel e outros recursos de urgência e emergência, para atendimento médico imediato, inclusive equipamento desfibrilador e balões de oxigênio.

  Esclarece-se, ainda, que o teste físico do concurso público da PMMA tem rigor menor que os realizados em certames da mesma natureza e que a fase visa, tão somente, assegurar que os candidatos aprovados tenham condições físicas mínimas para desempenhar as atribuições do cargo. O Cebraspe reitera seu pesar e se solidariza com os familiares do candidato. Por sua vez, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que foi assegurada toda assistência exigida pelo caso, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Itaqui-Bacanga. Informa, ainda, que o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) emitirá laudo definitivo com a causa da morte.”

Confira a nota da SES:

  "A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que foi assegurada toda assistência exigida pelo caso, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Itaqui-Bacanga. Informa ainda que, de acordo com laudo emitido pelo Serviço de Verificação de Óbito (SVO) a causa da morte foi Trombose Venosa Profunda."

Fonte: iMirante.com



                       Publicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário