RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

TEIXEIRINHA É CONDENADO A 14 ANOS DE PRISÃO.



  O júri popular de Antônio Costa Teixeira “o Teixeirinha” iniciou por volta das 9h da manhã desta quarta-feira (22) no Salão do Júri do Fórum da Comarca de Bacabal e terminou por volta das 17h30min.

  A sessão do júri se prolongou durante todo o dia, sendo que por volta das 18h foi proferida a pena do acusado do crime que vitimou a ex-esposa A vendedora de produtos de beleza, Maria Rita.


  Ele esperava pelo julgamento no presídio de Pedrinhas em nossa capital. O réu Antônio Costa Teixeira “o Teixeirinha” foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado. O mesmo estava preso e já tinha cumprido 3 (Três) anos de prisão.

  Ana Carolina Leite Promotora de acusação sustentou a tese do homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e sem chance de defesa da vítima.


  Foram 12 anos que é a pena base do homicídio qualificado, e agravou devido à outra circunstancia qualificadora para 14 anos a pensa final.

  Teixeirinha trabalha no presídio e para cada 3 dias trabalhado, ele tem a redução de 1 (um) dia da pena.

A defesa do Teixeirinha vai recorrer da condenação.

Entenda o caso

  O crime que aconteceu em 27 de fevereiro de 2014. A data marcada para acontecer o julgamento no dia 17 de outubro, entretanto, o assassino confesso de Maria Rita acabou não sentando no banco dos réus.

  De acordo com depoimento Antônio Costa Teixeira o Teixeirinha efetuou dois disparos à queima-roupa em Maria Rita sua ex-companheira, e o motivo seria não aceitar por parte de ela reatar o relacionamento de mais de 12 anos.

 

  Após cometer homicídio Teixeirinha fugiu do local em um automóvel, no entanto, no dia 25 de março de 2014 ao completar um mês da morte da vítima, ele acabou preso no Estado do Pará, pelo delegado titular da 16ª Delegacia Regional de polícia civil de Bacabal Carlos Alessandro, hoje surpreendente da SENARC, juntamente com os investigadores Alex e Idequel.

  O mesmo é acusado de executar com dois tiros a queima roupa, em via pública e na frente de amigos e familiares, a ex-esposa Maria Rita dos Santos (31). O crime aconteceu no dia 27 de fevereiro no bairro Trizidela, em Bacabal, onde a vítima passou a morar após se divorciar do acusado, com quem tinha dois filhos.

Fonte: Falandoseriobacabal.blog



                       Publicidade
Rua Visconde de Maua, Praça São Miguel, Parque Anhanguera, Imperatriz - Ma. Tel: (99) 3523-6800.

Nenhum comentário:

Postar um comentário