RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Justiça decide que atirador de colégio em Goiânia ficará 3 anos recluso


No atentado, onde ele utilizou a arma da mãe que, a exemplo do marido, é policial militar, dois alunos de 13 anos foram mortos e outros quatro feridos

© Reprodução

  O garoto de 14 anos que abriu fogo contra colegas de classe do Colégio Goyases, em Goiânia, cumprirá três anos de internação em unidade do sistema socioeducativo do estado. A Justiça de Goiás, através do juizado da Infância e Juventude, anunciou a medida nesta terça-feira (28).

  Como lembrou o portal Metrópoles, no ataque, onde ele utilizou a arma da mãe que, a exemplo do marido, é policial militar, dois alunos de 13 anos foram mortos e outros quatro feridos, entre os quais, uma adolescente de 14 anos que ficou paraplégica.

  A pena de três anos de reclusão é o máximo previsto em lei como medida socioeducativa imposta a adolescentes infratores. A advogada do atirador, Rosângela Magalhães de Almeida, afirmou que a defesa não vai recorrer "dada a gravidade dos fatos e a preocupação constante e primeira de garantir a integridade física dele, já que o jovem é filho de (policiais) militares".

Ataque

  O jovem confessou o crime e afirmou que o cometeu por ter sofrido bullying pelos colegas. Ele disse à polícia que se inspirou nos massacres de Columbine, nos Estados Unidos, e de Realengo, no Rio de Janeiro.

Fonte: Notícias ao Minuto


                        Publicidade
Rua Visconde de Maua, Praça São Miguel, Parque Anhanguera, Imperatriz - Ma. Tel: (99) 3523-6800.

Nenhum comentário:

Postar um comentário