RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

terça-feira, 7 de março de 2017

Polícia vai fazer reconstituição de acidente e acareação entre envolvidos



O anúncio partiu do delegado regional Eduardo Galvão para esclarecer o acidente.


Polícia vai fazer reconstituição de acidente e acareação entre envolvidos
  IMPERATRIZ – O delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão vai colocar frente a frente para acareação, os envolvidos no acidente de trânsito que matou o estudante José Hilton Maciel Santos. O acidente foi na noite dessa sexta-feira (3), na avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, Centro, ocasião em que a vítima trocava o pneu de um carro de uma professora.

  O regional anunciou essa medida depois de ouvir o depoimento do motorista da caminhonete S-10 que atropelou o estudante, Ítalo Marcio Rodrigues de Carvalho.

  “O Ítalo Márcio Rodrigues de Carvalho, de 22 anos, foi apresentado pelo advogado, confirmou estar na condução do veículo no momento do acidente. Informou que naquela ocasião pegou o carro por volta das quatro horas da tarde, saiu na companhia do adolescente, visitaram vários endereços, pegaram um terceiro, um outro maior de nome Diego e durante esse íntere, chegou a entregar o veículo para o adolescente conduzir pela cidade”, disse o delegado sobre o motorista.

  De acordo com o delegado, um fato chamou a atenção de Ítalo de Carvalho que o fez reaver o veículo: o adolescente sempre frear o veículo com o pé esquerdo, o que o trouxe temeridade.

  “Por fim ele (Ítalo) informou que no instante do acidente conduzia o veiculo, e quem teria causado o acidente foi o próprio menor que tentou tomar o volante aqui na Dorgival no momento que se aproximou do acidente”, destacou o delegado.

  Eduardo Galvão detalhou sobre o depoimento de Ítalo: “ Segundo ele, o adolescente bateu com a perna esquerda na marcha automática do veículo, o carro foi colocado em neutro, houve um aumento de aceleração e segundo ele o carro bateu acelerado tanto na vítima quanto no outro veículo, mas bateu, acelerando com força, com um ruído muito forte, mas devido a interferência do adolescente”.

  Após o depoimento o delegado disse que pedir uma reconstituição e uma acareação entre os três envolvidos no acidente para que seja esclarecido o acidente.

  Ao ser apresentado pela Polícia Militar no Plantão Central da Polícia Civil, um adolescente que estava na caminhonete, disse que o motorista, no caso Ítalo, teria feito uso de drogas antes do acidente. O adolescente disse, ainda, que antes do acidente ele, o motorista e o outro colega, percorreram vários locais onde adquiriram drogas.
Fonte: iMirante.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário