RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Promotoria da Mulher pede ao TJ-MA que reveja soltura de Agnaldo Júnior



O suspeito Agnaldo Júnior ganhou a liberdade em audiência de custódia.


Agnaldo Júnior quando estava sendo transferido da Delegacia Regional para presídio.
Agnaldo Júnior quando estava sendo transferido da Delegacia Regional para presídio. - Divulgação /Antônio Pinheiro

  IMPERATRIZ – O Ministério Público Estadual, por meio da Promotoria de Defesa da Mulher, ingressou com um recurso no Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJ-MA), nesta terça-feira (31), pedindo que seja reavaliado o alvará de soltura concedido em audiência de custódia ao jovem Agnaldo Júnior Rodrigues da Silva, 23 anos.

  Sob suspeita de estupro contra uma mulher na noite de domingo (29), Agnaldo Júnior foi preso e autuado em flagrante pelo crime, e passou algumas horas no presídio, até ser liberado pela Justiça na audiência de custódia realizada na tarde de segunda-feira (30).

  O promotor Joaquim Júnior disse que todas as provas arroladas nos autos, entre elas os laudos de corpo de delito e conjunção carnal impressiona pela gravidade e o número de lesões.

  “Precisou-se de duas laudas para descrever todas as lesões que a vítima sofreu. A vítima sofreu esganadura, e essa esganadura levou ela a um desmaio. E, durante este desmaio foi praticado todos os tipos de relação sexual contra essa vítima”, disse, acrescentando que, também foram constatadas lesões em outras partes do corpo.
Fonte: iMirante.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário