RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Mulher que estava desaparecida foi encontrada morta em Imperatriz



Antonia Cláudia Ferreira Dias, de 32 anos estava desaparecidas desde a madrugada de sábado.


                                 

  O corpo de uma mulher identificada como Antonia Cláudia Ferreira Dias, de 32 anos, que estava desaparecido desde o último sábado (18), foi achado na manhã desta terça-feira (21). O cadáver estava no local do crime, um terreno baldio no bairro Imigrantes, na periferia de Imperatriz.

                                

                            Antonia Cláudia Ferreira Dias foi assassinada. 

  De acordo com informações do tenente-coronel Ilmar Lima, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, policiais chegaram até o corpo após prender o suspeito, um montador de móveis identificado como Marcos Silva Brito, de 25 anos. Ele foi preso no mesmo bairro, onde aconteceu o assassinato.

  “Tivemos a informação desde domingo, que esta senhora estava desaparecida. E através de uma “denúncia” anônima, que este elemento tinha cometido este homicídio. Armamos uma campana, estamos desde o início desta madrugada nesta campana e conseguimos colocar a mão nele”, informou o comandante à reportagem do Imirante Imperatriz, lembrando que o suspeito já estava se preparando para deixa a cidade.

  Ao ser preso, ainda, segundo o comandante, o homem confessou o assassinato da mulher. “Quando efetuamos a prisão, ele já estava com uma mala. Conversando, ele resolveu confessar o crime e nos levar até o local onde estava o corpo”.


                           
      Marcos Silva confessou o crime. (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)


  O suspeito disse que conheceu a mulher numa festa, resolveram sair e sob o efeito de drogas mantiveram relações sexuais, segundo ele, consentidas. O assassinato teria ocorrido após uma discussão entre o suspeito e a vítima, por causa de um celular, que a mulher teria tomado da mão dele. No calor das discussões, ele teria asfixiado a mulher que morreu na hora.

  De acordo com a Polícia Militar, o corpo foi encontrado sem roupas na superfície, e em adiantado estado de decomposição como as vísceras expostas em decorrência do período. Segundo o comandante, o crime aconteceu na noite do desaparecimento, ainda no sábado. A mulher era mãe de 4 filhos pequenos.

  O homem foi levado para a Delegacia da Polícia Civil para os procedimentos cabíveis. O suspeito deve ser encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI), onde deve ficar à disposição da Justiça.

Fonte: Imirante Imperatriz .



                              Publicidade
RUA DOM PEDRO ll, ESQUINA COM A RUA 18, PARQUE DO BURITI, IMPERATRIZ - MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário