RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Mulher morta após ser arrastada por correnteza em Araguaína-TO era moradora de rua


  O corpo da mulher que foi arrastada pela correnteza em Araguaína, norte do Tocantins, foi identificado. Jocineide Sousa Ferreira, de 41 anos, era moradora de rua. A irmã da vítima compareceu ao Instituto Médico Legal e fez o reconhecimento. O corpo dela foi encontrado nesta terça-feira (10), no córrego Neblina, debaixo da ponte da avenida Cônego João Lima.

  A irmã disse ainda que no início desta semana Jocineide passou em casa para pegar algumas roupas e voltou para as ruas.

  A Defesa Civil alertou que, em caso de tempestade, o ideal é que as pessoas permaneçam nas suas casas ou procurem um abrigo. “A força da água é uma coisa sobrenatural. Então, orientamos a população de Araguaína que fique em casa, não saia, desligue os aparelhos eletroeletrônicos. O pessoal que está na rua procure um abrigo, que não seja debaixo de árvores ou perto dos córregos”, recomendou o secretário da Defesa Civil, Ricardo Isaías.

Entenda

  O corpo de Jocineide foi encontrado no córrego Neblina, na região central de Araguaína, na tarde desta terça-feira (10). Os bombeiros começaram a fazer buscas pela vítima depois que testemunhas informaram ter visto um corpo descendo pela correnteza. A mulher estava totalmente despida.

  Uma forte chuva foi registrada no início da tarde, por cerca de meia hora. Moradores informaram que o córrego encheu muito. Segundo os Bombeiros, uma das testemunhas viu a mulher descendo no córrego Canindé, que desagua no Neblina, e ligou para a corporação.

  A vítima foi localizada debaixo da ponte da avenida Cônego João Lino, no setor noroeste, a cerca de um quilômetro do local em que foi vista sendo levada pela água. (G1)

Fonte: Folha do Bico

Nenhum comentário:

Postar um comentário