RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Suspeitos de terrorismo estavam presos no Barra da Grota por homicídio e roubo


Operação da PF prendeu ontem 10 suspeitos


  Os dois suspeitos de serem os criadores do grupo de brasileiros que supostamente são simpáticos a atos de terrorismo estiveram presos no Presídio Barra da Grota, em Araguaína, Norte do Estado. Leonid El Kadri de Melo e Valdir Pereira da Rocha foram condenados por homicídio e roubo.

  El Kadri já cumpriu pena de 18 anos e oito meses de prisão por homicídio e roubo qualificados. Segundo informações do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ), foram seis anos de pena por roubo e 12 anos por homicídio. 

 No período em que ficou preso em regime semiaberto enquanto cumpria pena por roubo, a defesa de El Kadri teve duas vezes o pedido de habes corpus negado. Os pedidos foram realizados em 2007 e 2008. 

  Conforme apurado pela Revista Veja, durante o período em que esteve preso em Araguaína, El Kadri chegou a fugir da prisão e se apresentou à polícia no Mato Grosso posteriormente. 

  Foi na prisão que o sul-matogrossense El Kadri teria induzido Rocha também a se converter ao islamismo. A partir de então, passaram a cooptar novos membros. Ao todo foram 10 presos ontem pela Operação Hashtag pela Polícia Federal (PF). Todos utilizavam pseudônimos e tinham a missão buscar mais integrantes. Os participantes do grupo têm entre 20 e 40 anos e, nas conversas virtuais, chegaram a elencar maneiras de realizar um ataque não só no Rio, mas em países do exterior. El Kadri foi preso no Mato Grosso onde vivia.

Fonte: Jornal do Tocantins

                                                          Publicidade
                                              Rua Piaui ao lado da Escola EQTEI



Nenhum comentário:

Postar um comentário