RUA LEONCIO PIRES DOURADO ESQUINA COM A RUA JOÃO PESSOA, BAIRRO BACURI

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Filho denuncia violência doméstica sofrida pela mãe nas redes sociais


Na publicação, o menino afirma que as agressões teriam sido cometidas pelo pai que não queria se separar de Fabiane Boldrini


  Um menino usou seu perfil no Facebook para denunciar o pai, que teria agredido a mãe com um soco no nariz. Na foto que ele publicou da boleira Fabiane Boldrini, de 34 anos, com o rosto ensanguentado, o garoto pede ajuda e afirma que o próprio pai, o sargento do exército Joel Jorge, de 43 anos, fraturou o nariz da vítima porque ela teria pedido a separação. A publicação foi feita no domingo (26).

  “Por mais que ele tente se explicar, isso que ele fez não tem justificativa. Ela é vitima dele por muitos anos. Ele fraturou o nariz dela com um soco porque ela disse que não queria mais viver com ele, aguentando tudo. E antes que pensem que ela fez alguma coisa de errado, ela não fez nada para merecer isso. Eu sou testemunha, então eu peço que compartilhem para que a justiça seja feita. Agressão contra mulher é covardia! Isso aconteceu há três semanas atrás!”, publicou o garoto.

  O acusado, em resposta ao texto do menino, disse em sua página do Facebook que bateu para se defender de uma mordida:

  “Peço desculpas a Fabiane Boldrini. Como já pedi. Realmente o fato que aconteceu só me faz lembrar o quanto me dediquei a minha família. Errei quando bati, após ser mordido pela mesma, que publicou no Face de seu filho as fotos que aí estão. Usando o Face de uma criança devia postar no dela. Não usar uma criança. Sempre serei um pai, não adianta querer me fazer parecer esse monstro. Já me atingiu Fabiane Boldrini. Agora faça o que falei. Pensão e precisando ainda tenho a honra de lhe ajudar. Gostaria que todos olhassem a foto e vissem se foi espancamento. Não sou um monstro”, disse.

  A boleira contou que ela e os dois filhos decidiram publicar as fotos no Facebook por medo. Ela é casada com Joel há 16 anos e afirmou que teve três filhos, de 7, 11, e 14 anos. Segundo Boldrini, os filhos já assistiram a várias agressões dentro de casa e, inclusive, presenciaram a ocorrida no último dia 29. A mulher disse que neste dia, o marido chegou em casa bêbado e ela decidiu pedir a separação.

  Fabiane foi até a delegacia e fez um registro de ocorrência relatando o caso e desde então, eles estão separados.

Fonte: Jornal do Tocantins

Nenhum comentário:

Postar um comentário