Rua Perimentral Castelo Branco esq com a Rua Oratório no Parque Anhanguera

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Senadores dizem que devolução e suspensão da MP das Redes Sociais foram corretas



Medida provisória que limita o bloqueio de conteúdos publicados em redes sociais ‘é eivada de inconstitucionalidade’, afirma Eliziane Gama; para Alessandro Vieira, o tema é relevante, mas não cabe em MP (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Os senadores Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) se manifestaram na rede social e no plenário sobre as decisões do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MA), de devolver a medida provisória editada pelo governo federal que limita o bloqueio de conteúdos publicados em redes sociais, e da ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber, de suspender os efeitos da MP.

“Essa medida provisória é eivada de inconstitucionalidade tanto do ponto de vista formal, porque, claramente, não há o princípio de relevância e de urgência, quanto do ponto de vista material porque ela tenta, na verdade, infringir a livre iniciativa e acaba impedindo, limitando os vários modelos de negócio”, afirmou Eliziane Gama.

Com a decisão de Pacheco, as regras previstas na MP deixam de valer e não serão analisadas pelo Congresso Nacional.

“Parabenizo o presidente do Senado Rodrigo Pacheco pela decisão de devolver a MP que alterava de forma inconstitucional, o Marco Civil da Internet. As redes sociais não podem se transformar em território obscuro de ataques, agressões e difusão de fake news”, reforçou a senadora na redes social.

Fake news

O senador Alessandro Vieira afirmou que questão da fake news no País é ‘gravíssima’.

“Nós atravessamos toda essa pandemia contaminados pela mentira, com consequências de mortes, de adoecimentos. Esse é um processo que só vai ser reduzido, porque solucionado de fato não será, porque, enfim, a mentira faz parte, um pouco, da natureza humana (…), mas as ferramentas que são utilizadas para dar alcance mutilam a sociedade, elas atingem a democracia e precisam ser objeto de deliberação, mas pelo Congresso Nacional, pela via correta. Então, parabéns por entender e exercitar a grandeza do Congresso Nacional brasileiro”, disse, referindo-se a Pacheco em plenário.

A suspensão da MP determinada por Rosa Weber vai durar até o julgamento das ações que contestam a medida pelo STF. Ela é a relatora de oito ações no Supremo contra a MP, apresentadas por seis partidos (PT, PSB, PSDB, Novo, PDT e Solidariedade), pelo senador Alessandro Vieira e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

“A MP das Redes Sociais teve sua vigência suspensa por decisão da ministra Rosa Weber e foi devolvida pelo senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. O motivo é simples, como denunciamos via Mandado de Segurança: ela é inconstitucional. O tema é relevante, mas não cabe em MP”, afirmou Alessandro Vieira na rede social.

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Avião de pequeno porte cai em Piracicaba (SP) e deixa sete mortos

 Os bombeiros atendem a ocorrência com quatro viaturas




SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma aeronave de pequeno porte caiu em Piracicaba, no interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira (14) e ao menos sete ocupantes morreram.

Segundo o Corpo de Bombeiros, por volta das 9h a aeronave caiu em uma área de vegetação provocando uma incêndio no local. Sete viaturas foram encaminhadas para a região.

As chamas já foram contidas na área do impacto, mas se alastraram para a vegetação de eucalipto. Os bombeiros agora tentam controlar o incêndio.

De acordo com o major Marcos Palumbo, não foi possível reconhecer as vítimas, deviso ao estado dos corpos, a maioria carbonizados. Nenhum dos ocupantes da aeronave sobreviveu ao impacto seguido de incêndio.

Na segunda-feira (13), um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) teve falha técnica e caiu em Campo Grande (MS). A queda gerou incêndio florestal e fez o espaço aéreo ser fechado por quase três horas.

Fonte: Notícias ao Minuto 

Eliziane Gama destaca queda de óbitos pela Covid-19 no país




A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) comemorou nas redes sociais, a excelente notícia do domingo: cinco estados não registraram mortes por Covid-19, nas últimas 24 horas.

Segundo Eliziane, a notícia é animadora para um país que já perdeu quase 587 mil pessoas para a Covid-19.

“Notícia boa deste domingo: 5 estados não registraram mortes por Covid-19 nas últimas 24h e a média de mortes vem caindo nos últimos dias. Um pequeno alento para um país que já perdeu 586.882 brasileiros desde o início da pandemia”, destacou.

Neste domingo (12), nenhum óbito foi registrado em São Luís, mas foram registrados nove casos e seis mortes pela doença em todo o Maranhão.

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Leila Barros e Eliziane Gama criticam comportamento antidemocrático de Bolsonaro



Eliziane Gama defende ‘punição exemplar’ para quem não obedece a Constituição e Leila Barros lamenta que o presidente tenha ‘abdicado de procurar soluções para os problemas do País’ (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

As senadoras Leila Barros (Cidadania-DF) e Eliziane Gama (Cidadania-MA) criticaram o presidente Jair Bolsonaro nas manifestações políticas, em Brasília e em São Paulo, nesta terça-feira (7), nos atos convocados em defesa de seu governo no Dia da Independência. Bolsonaro voltou a questionar a confiabilidade das eleições em urnas eletrônicas e afirmou que não vai obedecer determinações judiciais do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes.


“Com suas falas golpistas, Bolsonaro colocou o impeachment na ordem do dia. Só nas manifestações de hoje [7 de setembro ]cometeu 5 crimes de responsabilidade e mostrou seu desrespeito total à Constituição”, disse Eliziane Gama.

A senadora defendeu ainda na rede social ‘punição exemplar’ para quem não obedece a Constituição.

“Quando um presidente se recusa a obedecer uma decisão judicial é porque não obedece mais a Constituição Federal, é porque já se transformou num ditador. E quem não cumpre a lei, deve ser exemplarmente punido”, afirmou.

“Numa manifestação golpista, com faixas em inglês e claramente financiada, o presidente se mostra contra a Constituição e a democracia que o elegeu”, completou Eliziane Gama, ao reforçar a acusação.

Para a senadora Leila Barros, a crise político-institucional se agravou neste 7 de Setembro.

“Lamentavelmente, o presidente da República tem abdicado de procurar soluções para os problemas do país e ele próprio passou a ser um gerador de problemas e turbulências. Hoje, em pronunciamentos públicos em Brasília e em São Paulo, ele voltou a se comportar de forma antidemocrática e incendiária. Enquanto o presidente utiliza o dinheiro público e a estrutura do governo federal para atacar instituições e fazer campanha política indevida, a crise sanitária persiste, a inflação dispara, o poder aquisitivo das famílias desmancha, o desemprego continua provocando sofrimento”, afirmou.

A parlamentar também disse que a ‘corrupção dá sinais de ter voltado a ocupar a máquina pública’, e que a ‘cultura se transformou em uma arma ideológica’ no governo Bolsonaro.

“E o resto do mundo nos olha com temor de que ocorra por aqui um retrocesso democrático. O Brasil não pode continuar refém dessa situação absurda, insensata e surreal”, postou no Twitter.

Defesa do impeachment

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), também criticou na rede social a postura golpista de Bolsonaro nos atos de 7 de Setembro e disse que o destino do presidente deve ser seu impeachment (veja aqui).

“Não é preciso aguardar o fim do dia para apontar que Bolsonaro é um criminoso golpista, que manipula a massa para esconder rachadinhas, centrão, mansões suspeitas e a incompetência que jogou o Brasil em uma crise sanitária, econômica e social gigante. O impeachment é seu destino”, disse o senador na rede social.

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Polícia procura família de vítima de acidente de trânsito na BR-316, no MA


Polícia procura família de vítima de acidente de trânsito na BR-316, no MA


A Polícia Civil procura pela família do motociclista morto em um acidente de trânsito registrado nessa terça-feira (7), na BR-316, nas mediações do Povoado Cupins, em Caxias (MA).

De acordo com informações, a vítima se envolveu em uma colisão com um veículo de grande porte, e devido o impacto, foi arremessada para dentro de um matagal às margens da rodovia federal e acabou morrendo.

No local, foi encontrado os documentos pessoais da vítima o que facilitou a sua identificação. Trata-se de Michel Saraiva Martins, de 39 anos, filho de José Marques Martins e Terezinha Saraiva Martins.

Até o momento, a residência da família não foi encontrada e a polícia pede a ajuda da população para tentar localizá-la. 

Fonte: Blog da Suêlda santos

Criança de 5 anos é atacada por pitbull em Coroatá

A menina teve vários ferimentos pelo corpo. Segundo informações, o animal teria se soltado da mão de uma mulher e atacado a criança. Moradores conseguiram intervir e evitar o pior.

Criança teve vários ferimentos (foto: reprodução)

Uma criança de 5 anos foi atacada por um cachorro no final da tarde de terça-feira (7), na Rua do Sol, bairro dos Americanos, em Coroatá. De acordo com informações, a menina seguia para um comércio, que fica próximo à sua residência, quando o pitibull se soltou da mão de uma mulher e atacou.

A menina teve alguns ferimentos pelo corpo, como mostram as imagens feitas pelos familiares. Um homem que passava pelo local chegou a tirar o animal, mas antes que a criança saísse o pitbull voltou a atacar. As investidas do cachorro só cessaram após a intervenção de outros moradores.

Ferimentos provocados pelo pit bull (foto: reprodução)

A criança foi levada para a UPA e passa bem. Nesta quarta-feira a família foi até a delegacia registrar a ocorrência. Segundo o pai da vítima, essa não é a primeira vez que o animal ataca moradores do bairro.

Matéria atualizada às 10h06 para a explicação da dona do animal*

Ao contrário do que relatou um dos senhores que ajudou a menina, a dona do pitbull disse que a menina se machucou do susto, não de mordida. Ela relatou também que o animal estava com sua filha que não conseguiu segurá-lo.

“Que aconteceu a respeito dessa criança foi um acidente, ela (pitbull) se soltou da mão da minha filha. Em momento algum tivemos a intenção de soltar pra ferir alguém, mas quero dizer que arcamos com TODAS as despesas necessária com a garota. Quem me conhece sabe que eu não seria irresponsável de fazer qualquer ato de ferir uma pessoa. Não estou aqui pra defender o que aconteceu e sim para explicar o ocorrido. Pra deixar bem claro esse machucado na criança não é de mordida e sim com o susto, ela caiu”, disse a proprietária do animal.

Fonte: Coroatá Online



quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Suspeito de financiar mega-assalto em Araçatuba é preso, diz Polícia Civil


Paulo César Gabrir, de 33 anos, foi preso em Sorocaba (SP). Logística da ação teria custado R$ 600 mil ao bando.
08/09/2021 10h11

Por: Redação Fonte: G1

Suspeito de financiar mega-assalto em Araçatuba é preso em Sorocaba (foto: reprodução)


A Polícia Civil informou no início da madrugada desta quarta-feira (8) que prendeu um homem que pode ser o financiador do mega-assalto em Araçatuba, no interior de São Paulo.

Agentes do Departamento de Investigações Criminais prenderam um homem apontado como diretor financeiro da estrutura que permitiu o ataque em Araçatuba, caso que aconteceu no último dia 30 e deixou três mortos e outros cinco feridos.

O suspeito, segundo a polícia, é Paulo César Gabrir, de 33 anos. Ele foi preso em Sorocaba, também no interior de São Paulo. De acordo com a polícia, ele já tinha passagens por roubo e homicídio.

Junto com ele, a polícia apreendeu dois carros de luxo, documentos relacionados ao crime organizado - que indicam atividades dele em vários estados.


Segundo os policiais, Paulo César afirmou, informalmente, que a logística do ataque custou R$ 600 mil.

A polícia também prendeu outras duas pessoas: a mulher de Paulo César, Michele Maria da Silva, de 40 anos, foragida por envolvimento com o tráfico de drogas; e Emerson Henrique Dias, 25 anos, que apresenta passagens por roubo. Os três foram autuados por organização criminosa.

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Suspeito de matar vigilantes do Bradesco em Vitória do Mearim morre em confronto com a polícia; outros três são procurados



Um dos suspeitos que participaram da morte de dois vigilantes na agência do Bradesco na cidade de Vitória do Mearim, na manhã do dia 25 de agosto, acaba de ser baleado e morto em confronto com policiais da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Os outros três acusados estão sendo perseguidos.

De acordo com as primeiras informações, o suspeito morreu ao disparar diversas vezes contra os policiais da Seic, por volta das 20h desta quinta-feira (02), na cidade de Arari, próximo à área da Vale. Há suspeita de que os assaltantes são da cidade de Bacabal.

Há informações de que os outros três estão sendo perseguidos pelos policiais. Com o suspeito morto, foram apreendidas duas pistolas e um revólver.

Oficialmente a polícia ainda não confirmou os detalhes da operação, que segue sendo realizada.

O assassinato dos dois vigilantes aconteceu na agência do Bradesco, no dia 25 de agosto. Segundo a polícia, criminosos armados tentaram assaltar o banco e na troca de tiros mataram dois vigilantes da agência, identificados como Edson Nascimento Lima, de 40 anos, Kessio Carlos Fernandes Ribeiro, e ainda atiraram na cabeça de uma jovem conhecida como Yara, de 31 anos, que segue internada em São Luis.

A polícia informou que quatro bandidos participaram diretamente desse ato criminoso. Eles chegaram à cidade seguindo um carro-forte que foi abastecer a agência.


Após o veículo deixar o local, os bandidos invadiram a agência e anunciaram o roubo. Os vigilantes reagiriam ao assalto, houve troca de tiros, e dois deles foram baleados e morreram no local.

 Fonte: Blog do Gilberto Lima.




PUBLICIDADE
RUA QUINTINO BOCAIUVA ESQUINA COM SÃO VICENTE DE PAULA, FEIRA DO BOM SUCESSO



quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Atenção; José Ribeiro Feitosa da Silva Pinto, esta à procura do Seu irmão em Santa Inés



Uma leitora do blog, nós pediu encarecidamente para divulgar esta foto, para que informações cheguem até seu irmão em Santa Inés Maranhão.

Este senhor esta internado no mesmo hospital que o tio da leitora do blog se encontra.

Trata se do senhor; José Ribeiro Feitosa da Silva Pinto, não tem ninguém cuidando dele, ele esta só.

Pedimos a quem conhecer seu irmão em Santa Inés que passem estas informações, o seu irmão chama, José Roberto Feitosa da Silva Pinto

Sua mãe chama; Judite Feitosa da Silva Pinto

Se alguém conhece seu irmão ou sua mãe em Santa Inés, por favor passem estas informações.

Ele esta internado no Huapa condes dos arcos, em Aparecida de Goiás

ai esta o Link da localização do Hospital em que ele se encontra.

  


Eliziane Gama: Financiamento de atos pró-governo em 7 de setembro deve estar na mira da CPI



“A gente percebe um investimento, um incentivo a conflagrar a cada dia a Nação brasileira” , diz a senadora sobre o prefeito gaúcho preso pela PF, em São Paulo, com R$ 505 mil tentando embarcar para Brasília (Foto: Jéssica Marschner)

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) defendeu, nesta quarta-feira (1º), que possíveis investimentos em atos pró-governo convocados para o dia 7 de setembro devem estar na mira da CPI da Pandemia, após a apreensão pela Polícia Federal de R$ 505 mil com o prefeito de Cerro Grande do Sul, Gilmar João Alba (PSL), no dia 26 de agosto, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.


“Quinhentos e cinquenta mil reais é muito dinheiro para ser transportado da forma como a gente está agora acompanhando. O fato que nós estamos a investigar neste momento é o [caso] desse prefeito”, cobrou a senadora.

Eliziane Gama lembrou durante sessão da CPI da Pandemia existir vídeo no YouTube no qual o presidente Jair Bolsnaro, quando era deputado federal, defendia a necessidade de uma guerra civil no Brasil.


“E [agora]a gente percebe um investimento, um incentivo a conflagrar a cada dia a Nação brasileira. Nós não estamos vivendo uma grave crise institucional que se requeira, por exemplo, ir para as ruas fazer esse tipo de manifestação. É uma tentativa às inversas, é uma tentativa de dividir o Brasil, de criar uma cisão no Brasil”, afirmou, ao criticar a convocação dos atos pró-governo no dia da independência do País.

Diante da prisão do prefeito Cerro Grande do Sul denunciada pelo senador Humberto Costa (PT-PE) à CPI, os parlamentares pediram que o presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM), comunique ao STF (Supremo Tribunal Federal) indícios de que R$ 505 mil apreendidos pela PF seriam usados para financiar manifestações pró-governo em 7 de setembro.


“Sete de setembro é uma data cívica para o Brasil, é uma data de paz, de confraternização, em que a gente fazia as manifestações escolares. Não há espaço para o que o presidente tenta colocar neste momento que é dividir o Brasil, criar cizânia. Ele faz e caminha pelo Brasil afora com manifestações de uma forma inaceitável, com os aumentos exorbitantes [dos preços dos alimentos, dos combustíveis e da energia elétrica ], com a volta da inflação, coisa que a gente não vinha desde o Plano Real e que a gente começa a vivenciar de novo neste momento na Nação brasileira”, criticou Eliziane Gama.