domingo, 15 de setembro de 2019

Achado cadavérico na Vila Jackson lago em Imperatriz-MA



  No dia 15 de setembro de 2019 por volta das 8:30 uma guarnição da Polícia Militar foi acionada para ir na rua João do vale, sem número, Vila Jackson lago.

  Ao chegar no local a guarnição composta pelos policiais cabo Clésio e soldado Kennedy Silva constataram que havia um homem morto dentro da residência. Segundo informações, o homem foi morto a golpes de faca. A polícia acionou o IML e ICRIM para que fossem tomadas as devidas providências.

  A vítima foi identificada apenas como Carlão. De acordo com as informações, era usuário de drogas.

Fonte: Blog asmoimp 



Publicidade
RUA QUINTINO BOCAIUVA ESQUINA COM SÃO VICENTE DE PAULA, FEIRA DO BOM SUCESSO


Polícia Civil prende os três acusados de assassinar empresário em Buriticupu/MA



  A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Polícia civil de Buriticupu em operação conjunta com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa-DHPP/ITZ, prendeu, na manhã de ontem(13), Alex Cardoso dos Santos, sua ex esposa, Andressa Carvalho Dias e Hidelbrando Alves Lima Torres, vulgo “Felipe”, suspeitos de assassinato cometido contra Edvalto Antonio Rodrigues, empresário de Anápolis/GO, que foi assassinado e teve o corpo queimado, dia 16 de julho de 2019, no município de Buriticupu/MA.

  A Vítima Edvalto Antonio Rodrigues era empresário em Anápolis/GO, era sócio de Alex em um negócio que consistia no fornecimento de sementes, adubos e defensivos agrícolas a agricultores que trabalham com soja, em Buriticupu.
Alex, que fazia manutenção em máquinas agrícolas e conhece os agricultores da região, intermediava a vende dos produtos comercializados por Edivalto que costumava entregar os produtos e também para receber os pagamentos, normalmente, de valores elevados.

  Dia 13 de julho de 2019 a vítima veio de Anápolis para Buriticupu receber pagamentos no valor de R$600 mil referentes a produtos vendidos e uma caminhonete tipo Amarok, cor branca, também parte do pagamento.
Edvalto recebeu a caminhonete, se hospedou em um hotel em Buriticupu e, na terça-feira, 16 de julho, foi até a casa do Alex para consertar algumas peças quebradas da caminhonete. Feito o conserto, no final da tarde/início da noite o empresário desapareceu, deixou de fazer contato com a família.

  Segundo as investigações, nesse mesmo dia, 16 de julho, por volta das 19h, ele foi morto, pois há depoimentos de moradores da localidade onde o seu corpo foi encontrado carbonizado – zona rural, aproximadamente 40km da cidade de Buriticupu – informando que ali teriam ouvido disparos de arma de fogo, no dia e horário citados.

  Interrogados, Alex e o seu funcionário Idelbrando Alves Lima Torres, vulgo “Felipe”, disseram ter deixado a vítima em um restaurante da cidade, no entanto, as imagens das imediações do restaurante citado não mostram Alex deixando a vítima ou sequer indo ao local no dia e hora citados.

  De acordo com a investigação, os pertences do Sr. Edvalto foram recolhidos por uma pessoa que tinha a chave do quarto usado por ele e que disse ser seu funcionário, pessoa essa ainda não identificada, mas que, segundo imagens de câmeras da região, entrou no carro do Alex após sair do hotel.
A Polícia Civil pediu a busca e apreensão dos telefones e do carro de Alex e constatou, ao usar o reagente "luminol", a presença de sangue no interior do veículo.

  De acordo com as conversas mantidas por Alex com um advogado, foi determinado que ele entrasse em contato com Antônio Batista Figueiredo Filho, vulgo “DECLÉ", que se encontra preso por assalto, no sentido de garantir que ele não contasse à polícia sobre o assassinato de Edvalto.

  Quanto a Andressa Carvalho Dias, ex esposa de Alex, a investigação mostra que ela efetuou transferências bancárias para “Felipe, fez pagamento de advogados e que o dinheiro que deveria ter sido recebido pela vítima estava sendo movimentado por ela. Além da camionete, que seria recebida pela vítima como parte do pagamento, ter tido o recibo de transferência preenchido no nome dela. Por fim, Andressa também tratou com advogados sobre a interpelação do quarto envolvido, “Declé”, que conforme citado antes, está na prisão por assalto.

  Diante das evidencias, foram pedidas as prisões de Alex Cardoso dos Santos e de Andressa Carvalho Dias que foram decretadas e cumpridas. As investigações continuam e, em 30 dias, o Inquérito deve ser concluído e encaminhado ao judiciário.

Fonte: Notícias da Foto 



Publicidade


sábado, 14 de setembro de 2019

Mulher com passagem por tráfico é presa acusada de estelionato


  A Policia Civil, através d0 1ºDP/10ªDRI, realizou a prisão preventiva e busca e apreensão domiciliar em desfavor de ELEUSA GOMES DA SILVA, suspeita de estelionato e uso de documentos falsos.

  Com uma falsa carteira de identidade em nome de outra mulher, mas com sua fotografia, ELEUSA realizou empréstimos com desconto sobre benefício previdenciário da vítima e abriu uma conta bancária, em nome da mesma pessoa, para onde direcionou os depósitos dos empréstimos e de cuja conta recebeu cartão, senhas e tudo o necessário para a movimentação, quase cem mil reais, sacados ou transferidos para contas de outras pessoas, possivelmente envolvidas ou que tiveram seus documentos também falsificados e usados para abertura de contas bancárias também do mesmo modo movimentadas pelos golpistas.

  Além da falsificação de documentos e abertura de contas, para a realização dos delitos os criminosos se utilizaram de linhas telefônicas, Igualmente em nome de terceiros não envolvidos, para movimentação das contas através de aplicativos dos bancos instalados em seus celulares.

  O golpe revela certo grau de sofisticação, o que levou a Polícia a concluir que ELEUSA não é autora intelectual do crime e muito menos única envolvida, já que não parece apresentar características para tanto, tendo sido apenas um entre tantos indivíduos que foram cooptados para a prática deste tipo de estelionato, de que tem tido notícia com certa frequência a Polícia Civil, através de registro de ocorrências por bancos e clientes prejudicados. 

  O caso segue em investigação, para a identificação de outros envolvidos e outros casos são objetos de apuração. ELEUSA já foi presa anteriormente, por tráfico de drogas.

Fonte: Notícias da Foto 

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Emenda acaba com voto secreto na Câmara Municipal de Imperatriz



  Emenda de autoria do vereador Adhemar Freitas (PSC) e assinada por vários vereadores foi aprovada na sessão ordinária da última terça-feira (10) e suprime todas as votações secreta da Lei Orgânica do Município.
A matéria vinha tramitando nas comissões técnicas da Casa deste da última revisão do Regimento Interno (RI).

  A matéria altera ainda a redação dos artigos 14, 17, 19, 28, e 53 da Lei Orgânica.
O inciso II do artigo 14 passa a ter a seguinte redação: “aprovar previamente, por maioria absoluta e após arguição pública, a escolha de presidentes e diretores de empresas públicas, sociedades de economia mista, autarquia, instituições e fundações mantidas pelo Poder Público Municipal”.

  No artigo 17, a alteração se dá no parágrafo 2º, onde a expressão “voto secreto” é suprimida.
No artigo 19, a mudança de redação é também no parágrafo 2º: “Nos casos dos incisos I, II e V a perda de mandato será decidida pela Câmara Municipal por voto da maioria absoluta, mediante provocação da Mesa Diretora ou de partido político representado na Câmara, assegurada ampla defesa”.

  O parágrafo 4º, do artigo 28, trata da apreciação de veto do prefeito a matéria aprovadas no Legislativo Municipal. O parágrafo passa a ter a seguinte redação: “O veto será apreciado pela Câmara no prazo de 30 (trinta) dias, contados do seu recebimento, só podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos vereadores”.

  O artigo 53 passa a ter nova relação: “O prefeito municipal, admitida à acusação pelo voto de 2/3 (dois terços) dos vereadores, será submetido a julgamento perante o Tribunal de Justiça do Estado, nas infrações penais comuns, ou perante a Câmara Municipal, nos crimes de responsabilidades”.

Por: Carlos Gaby

Tribuna Popular vira Audiência Pública e vereadores decidem retirar intérpretes e tradutores de Libras da lista de terceirização


  A tribuna que seria de 30 minutos se estendeu por toda a manhã e mostrou como a comunidade de surdos é forte e unida


  Após uma tribuna popular que virou audiência, a Câmara decidiu 
incluir emendas no projeto de lei para que os interpretes 
e tradutores de libras sejam retirados da lista de extinção 
e incluídos na estrutura do município

  Devido à repercussão da votação e aprovação da chamada “Lei da Terceirização”, em caráter especial foi aberta Tribuna Popular na manhã desta quinta (12), para os intérpretes e tradutores de libras que buscaram a Câmara Municipal para terem espaço na tribuna. A comunidade surda estava em peso.

  A representante dos surdos Rayane Félix, que também é surda, professora de libras concursada da prefeitura e do estado, subiu à tribuna e começou a usar a linguagem de Libras sem interpretação de um tradutor. Os vereadores e pessoas da galeria não entendiam nada, foi quando a tradutora que estava no plenário usou o microfone para explicar que é assim que se sente quem não entende os sinais, não existe outra forma de comunicação que não seja através dessa ponte que tradutores e intérpretes fazem entre surdos para ouvintes e de ouvintes para surdos. Rayane se disse indignada, pois é formada, estudou muito e venceu muitos obstáculos principalmente pela sua condição, para agora extinguirem seu cargo indo contra a lei federal que determina justamente o contrário. Disse ser professora e que na área educacional a terceirização não trás nenhum beneficio, pois o intérprete/tradutor tem que ter qualificação de muitos anos, e ser aceito pela comunidade surda. “Não é só colocar qualquer um como estão achando. Não é dessa forma. Precisamos ser valorizados também na questão salarial e com isso agora trás um grande desanimo a todos nós. A lei 10.436 assim como o decreto 5.626 trás os direitos linguísticos e a garantia de termos profissionais qualificados”. Ao fim de sua fala pediu uma resposta do por que disso e que nem ela nem a comunidade irão aceitar.

 

  Aleilde Tavares (intérprete de Libras) ocupou a tribuna e informou que existe diferença entre intérprete e tradutor, e a importância que essas qualificações tem na sociedade. “Terceirização não pode ser colocada na educação, estou abismada de ver tentarem fazer isso. Vocês sabem libras? A libras é uma língua e que precisa de intérpretes para os surdos serem ouvidos e entendidos, e somos nós que traduzimos os conteúdos. Não aceitamos terceirizarem o ensino pra surdos, não queremos pessoas mecanizadas e sim gente que os entenda, a cultura surda e o valor da língua de sinais. Vereadores que votaram nesse projeto de lei, tentem se comunicar sem um tradutor pra ver se conseguem. Ou você é a favor da comunidade de surdos, ou você é contra”, disse

  Os representantes disseram que foi dado início a uma luta que só começou.

  Na sequência os vereadores Ricardo Seidel, Carlos Hermes, Aurélio, Bebé, Ditola, Pedro Gomes e Sgt Adelino em suas falas colocaram que se precisa ampliar a cada dia a acessibilidade da comunidade surda em todos os órgãos de Imperatriz, não só nas escolas, mas em todos os lugares que tem gente, pois surdo é gente. Os diretos deles tem que ser garantidos em todos em todos os lugares. Disseram ainda que há como reverter a situação, pois existe um vicio formal. Os cargos deveriam ser extintos primeiro para só depois ser aprovada a terceirização. Os 07 edis então apresentaram um pedido de anulação da votação da quarta (11) e entregaram à mesa diretora.


  O presidente José Carlos disse que o projeto do executivo do concurso público, está ha 30 dias na casa e que tudo isto está acontecendo por que tem vereadores que não participam das reuniões das comissões e sequer sabem o que está sendo votado. O assunto é tão pertinente que a tribuna popular se tornou uma sessão completa. “Espero que os legisladores que querem defender suas comunidades, depois de hoje passem a se dedicar mais ao seu mandato, participem das reuniões das comissões e leiam o regimento interno”.

  Informou que o problema da comunidade surda, dos intérpretes e tradutores será resolvido. A matéria terá emendas de Adhemar Freitas Jr e Fábio Hernandez, onde serão retirados os cargos da lista de extinção e incluídos na estrutura administrativa do município através de outro projeto (do concurso); Os cargos de professor de Libras de nível superior, de intérprete e instrutor de Libras.“Fiquem despreocupados pois a Câmara fará essa reparação”,disse.

  Em relação ao pedido de anulação da votação da terceirização, este seguirá para as comissões para apreciação.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Polícia Civil cumpre 38 Mandados de Prisões e prende 5 em flagrante por tráfico de drogas



  A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz/MA – DENARC/ITZ, deflagrou na manhã de hoje (12/09/2019), operação intitulada VOLGUS, visando dar cumprimento a 44 (quarenta e quatro) mandados de prisões e 21 (vinte e um) mandados de busca e apreensão deferidos pelo Juízo da Central de Inquéritos e Custódia de Imperatriz/MA.

  O objetivo da operação foi desarticular organizações criminosas voltadas a prática de crimes de tráfico e associação ao tráfico de drogas, no total de 06 grupos identificados durante investigações da DENARC/ITZ que perduraram aproximadamente 04 meses.



  Durante a ação de hoje, 38 pessoas efetivamente foram presas em decorrência de mandados de prisões, sendo que 21 delas já estavam custodiadas em Unidades Prisionais de Imperatriz, Davinópolis, São Luís e Balsas.

  Ademais, foi dado cumprimento simultâneo a 21 (vinte e um) mandados de busca e apreensão domiciliar em imóveis situados nas cidades de Imperatriz/MA e São Miguel do Tocantins/TO, bem como foram cumpridos 40 (quarenta) mandados de prisões nas cidades de Imperatriz/MA, Balsas/MA, São Luís/MA e São Miguel do Tocantins/TO, encontrando-se ainda 03 pessoas foragidas.

  Em decorrência da operação foram lavrados 5 (cinco) Autos de Prisões em flagrantes, que totalizaram 07 pessoas presas pela prática de crimes de posse irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas, resultando a apreensão de mais de ½ Kg (meio quilo) de drogas, duas armas de fogo e várias munições, balanças de precisão, além de vasta quantia em dinheiro.

  A ação contou com o apoio operacional da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico – SENARC, 10ª Delegacia Regional de Imperatriz/MA, 9ª Delegacia Regional de Açailândia/MA, 11ª Delegacia Regional de Balsas/MA, Delegacia de Homicídios de Imperatriz/MA e DEIC PC/Tocantins, bem como apoio logístico do Ministério Público de Imperatriz/MA e do Sistema Penitenciário, através das Unidades Prisionais do Itamaguará, Davinópolis e CCPJ, cuja operação envolveu aproximadamente 70 policiais civis.







Fonte: Notícias da Foto 

homem condenado por duplo homicídio ocorrido em Imperatriz no ano 2018 ė preso


As duas vitimas

  A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da 9ª Delegacia Regional de Açailândia e Delegacia de Bom Jesus das Selvas, em operação conjunta com o Serviço de Inteligência do 26º Batalhão de Polícia Militar, com apoio de indígenas da Aldeia Centro do Adão (circunscrição de Bom Jesus das Selvas), deram cumprimento a MANDADO DE PRISÃO PREVENTIVA nº 0004262-87.2018.8.10.0040.01.0002-00 expedido pela 1ª Vara Criminal de Imperatriz-MA em desfavor do nacional RONALDO PIRES DOS REIS pela prática de duplo HOMICÍDIO QUALIFICADO praticado na cidade de Imperatriz-MA.

  O fato teve grande repercussão na cidade de Imperatriz, tendo RONALDO PIRES DOS REIS matado a golpes de martelo dois homens em um Condomínio localizado no bairro Parque das Estrelas, sendo um de 18 anos de idade (GABRIEL) e o outro de 47 anos de idade (EMANOEL). Ainda na Delegacia Regional de Açailândia, RONALDO PIRES DOS REIS foi interrogado, oportunidade em que confessou ter matado as duas vítimas.

  No seu interrogatório, afirmou que estava em uma residência bebendo com outras pessoas, sendo que estas foram embora e ficaram apenas o preso e as vítimas. Relatou, também, que todos estavam embriagados e que a vítima GABRIEL resolveu dormir, tendo ficado acordado apenas RONALDO e a vítima EMANOEL. Relatou, também, que EMANOEL era homossexual e queria ter relações consigo, momento em que decidiu ceifar a vida de EMANOEL com golpes de martelo. Por fim, relatou que após matar EMANOEL, resolveu matar a vítima GABRIEL que se encontrava dormindo para não deixar testemunhas acerca dos fatos.

  No momento de seu interrogatório na sede da Delegacia Regional de Açailândia, RONALDO PIRES DOS REIS foi questionado acerca de outro homicídio que possivelmente teria cometido na cidade de Açailândia, mais precisamente em desfavor da vítima IVAN ALVES PONTES, oportunidade em que também confessou a autoria, informando que desferiu cinco disparos de arma de fogo em desfavor deste. Como motivação do segundo delito, informou que IVAN ALVES PONTES teria lhe “caguetado” para uma terceira pessoa que tinha a intenção de lhe matar.

  Em relação ao segundo fato, a autoridade policial subscritora representou pela sua prisão preventiva ao Poder Judiciário.

  Por fim, após as comunicações legais, o preso foi encaminhado para a UPR de Açailândia e encontra-se a disposição do Poder Judiciário.

Veja o caso .


Fonte: Notícias da Foto 

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Mulher é vitima de latrocínio dentro da residência na Vila Redenção 2


  Por volta das 20h30 minutos desta terça-feira feira, 10 de setembro, elementos com fardamentos com escolar entraram numa residência na Rua Alfa n° 6, entre as Ruas Abaeté e Cristo Rei, Vila Redenção 2, e praticaram um latrocínio, a vítima Edileuza Sousa Silva, 58 anos, ao receber voz de assalto se negou a entregar o celular, o assassino efetuou um disparo que acertou pescoço e saiu nas costa.

  Os elementos chegaram na residência a pé, a Unidade de Suporte Avançado( USA) do Samu esteve no local onde feitos os primeiros atendimentos mais a vitima não resistiu e veio a óbito dentro da residência.

  Equipe do Esquadrão Raio, Força Tática e outras guarnições estiveram no local colhendo informações e em seguida sairam em rondas na tentativa de prender os assassinos, esse foi o segundo latrocínio registrado no mês, outro aconteceu na egunda feira na Nova Imperatriz. 



Fonte: Notícias da Foto 


Ex presidente da Câmara de vereadores de João Lisboa é preso por fraude em licitação


  Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da 10ª DÉCIMA DELEGACIA REGIONAL DE IMPERATRIZ, por intermédio do Grupo de Pronto Emprego-GPE, deu cumprimento na tarde desta terça-feira, 10/09/2019, na cidade de Imperatriz/MA, ao mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara João Lisboa/Ma (0000387-33.2009.8.10.0038) em desfavor de ADÃO NASCIMENTO CARVALHO, 51 anos, pelo crime de Fraude a LICITAÇÃO.

  Adão, EX VEREADOR da cidade de João Lisboa/MA, foi presidente da Câmera de Vereadores e após investigações foi demonstrado sua participação na fraude em Licitações na mesma cidade.

  Adão foi capturado e levado para a sede da Delegacia Regional onde tomou ciência do mandado de prisão e encaminhado a UPRI onde ficará à disposição da justiça.

Fonte: Notícias da Foto 

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Motorista com sinais de embriaguez capota e mata 5 pessoas em São Luis



Acidente aconteceu na madrugada deste domingo (8). O motorista do veículo estava com sintomas de embriaguez e foi preso em flagrante. 


  Com sinais de embriaguez, o condutor de um veículo Toyota Corolla de placa PMG 5258 matou cinco pessoas em um acidente registrado na manhã deste domingo (08) no bairro Jaracaty, em São Luís. O suspeito chegou a ser apresentado no Plantão da Cajazeiras.

  Ele teria perdido o controle da direção na cabeceira da ponte Bandeira Tribuzzi, saído da pista e capotou na área residencial atingindo populares e duas motos. Identificado como Victor Yan Barros de Araújo, de 25 anos, o condutor sofreu escoriações leves e foi levado para o Hospital Djalma Marques (Socorrão 1) após ser preso em flagrante pela Polícia Militar.

  Dois passageiros do veículo morreram no acidente e uma terceira passageira, identificada como Giuliana Tereza Tribuzzi Neves, de 25 anos, está internada. Dos moradores, morreram ainda na madrugada a agente penitenciária Carla Correa Diniz e Henrique Martins Durans Neto, 37 anos. A moradora Tiana Naid Alves Correa, de 32 anos, morreu já na manhã deste domingo.

  Após realização de perícia no local, os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML). O carro de Victor Yan Barros foi encaminhado para o Departamento de Trânsito do Maranhão (Detran-MA).

Fonte: Coroatá Online