magazinemmarinhos


Rua Perimentral Castelo Branco esq com a Rua Oratório no Parque Anhanguera

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Polícia desmonta desmanche de carros em Davinópolis

No local, foram apreendidos seis veículos, e dois homens foram presos.

  DAVINÓPOLIS – Após uma denuncia anônima, a Polícia Militar chegou a uma chácara no município de Davinópolis, onde funcionava como desmanche de carros. No local, foram apreendidos seis veículos, sendo cinco de passeio e uma caminhonete. Todos estavam sendo desmontados.

  De acordo com a polícia, três homens estavam no local, dois foram presos e um conseguiu fugir. Os suspeitos ainda tentaram subornar os policiais. Eles foram trazidos para Imperatriz, apresentados no Plantão Central da Polícia Civil e autuados.

  Ainda conforme a polícia, os suspeitos já tinham passagem por receptação e adulteração de veículos.

  Os veículos encontrados no local têm placas dos estados do Pará, Piauí e Maranhão. A polícia acredita que todos os carros eram roubados, e que as peças seriam comercializadas em Imperatriz.

  As investigações devem continuar. Agora, a polícia quer saber se tem mais pessoas envolvidas no crime e quem seriam os compradores das peças retiradas dos veículos. 

Fonte: Imirante.com

segunda-feira, 6 de julho de 2020

PRF apreende cinco carretas carregadas com madeira que estavam escondidas em Povoado na zona rural de Açailândia/MA

Nos cinco veículos foram encontrados 234 metros cúbicos de madeira_

  Sábado, dia 4 de julho de 2020, por volta das 10h30, uma equipe da PRF realizava ronda ostensiva na altura do Km 335 da BR 010, entre Açailândia/MA e Itinga do Maranhão/MA, e ao avistar um caminhão saindo da estrada de chão que dá acesso ao Povoado 50 Bis, resolveu adentrar na referida estrada e chegando no Povoado Nova Vitória, visualizou carretas paradas que aparentavam transportar madeira serrada.

  No mesmo instante, pelo menos quatro homens que se encontravam num restaurante próximo aos veículos empreenderam fuga pelo matagal.

  A equipe tentou alcançá-los, porém, sem sucesso. Ao retornar em direção aos caminhões, percebeu que todos encontravam-se com carga de madeira serrada e suas cabines trancadas. Informações deram conta que os veículos estavam parados no povoado a cerca de 03 a 05 dias.

  Diante das constatações iniciais, os policiais permaneceram no local até a chegada de apoio para retirada e apreensão dos veículos e da carga.

  Equipes da PRF, PM e Exército Brasileiro auxiliaram na retirada e escolta dos caminhões, que foram entregues ao ICMBio em Açailândia.

  Diante das informações obtidas foram constatados, a princípio, os seguintes delitos: Transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida.

  Combate a crimes ambientais na Região Tocantina

  Somente no ano de 2020, a Polícia Rodoviária Federal na Região Tocantina apreendeu 42 (quarenta e duas) carretas transportando um total de 1.265 metros cúbicos de madeira irregular.

  Toda essa madeira é suficiente para transbordar uma piscina semi-olímpica, que tem 1.000 metros cúbicos, dividos em 25 metros de comprimento, 20 metros de largura e dois metros de profundidade.

  A PRF em todo o Brasil tem intensificado as fiscalizações a veículos de carga, com foco em combater crimes ambientais, visto que quadrilhas especializadas estão atuando no desmatamento das florestas brasileiras.

Fonte: PRF




sexta-feira, 3 de julho de 2020

Relator do processo de afastamento do Prefeito de Imperatriz emitirá primeiro parecer na próxima semana


Relatório vai a apreciação da Comissão Processante

 Relator da comissão processante (Ricardo Seidel), responsável por emitir o parecer de afastamento ou arquivamento do processo, recebe os documentos para iniciar sua avaliação

  Termina na próxima semana o prazo para o relator do processo de afastamento do prefeito Assis Ramos (DEM), pedido pelos advogados Fábio Santana Santos e Gabriela Barbosa Bonfim, apresentar seu primeiro parecer. Ricardo Seidel (PSD), relator da comissão processante que é responsável por emitir o parecer de cassação ou o arquivamento do processo, recebeu na tarde da última quinta (02), os documentos para dar início à avaliação.

  O prefeito apresentou sua defesa, que se encontra nas mãos do relator. Esta pede a rejeição do processo, onde alega que os denunciantes não teriam especificado, com clareza, o motivo da denúncia, ou apresentado as provas, o que não corresponde com a verdade.

   Seidel deve avaliar e emitir um documento dando o seu primeiro parecer para ser apreciado pelo plenário da Câmara já nesta próxima semana, quando a comissão irá decidir se dá continuidade ou arquiva o processo.

  Já estão pré-agendadas, reuniões para apresentação e apreciação de relatórios pelos demais membros da comissão na segunda-feira (06).

“Recebi a defesa preliminar, tanto do prefeito como da secretária Mariana Jales. Agora irei emitir ofícios solicitando mais esclarecimentos de alguns outros órgãos, material que acredito ser relevante para a montagem desse primeiro parecer, e se estes vão ter prosseguimento ou não na comissão processante”, disse.

  A primeira defesa tinha dez dias pra ser apresentada e foi feita dentro do prazo. Após o parecer a comissão vai votar em plenária, e lá será decidido se o processo será arquivado ou se vai prosseguir. Caso continue, o relator terá 90 (noventa dias) contando da notificação ao prefeito, para apresentação de um segundo parecer (final). Ao longo desse período acontecerão diligências que a relatoria achar necessárias e solicitações para o presidente da comissão. Se houver a decisão a favor do afastamento, irá acontecer uma votação onde 2/3 (dois terços) dos vereadores tem que votar. Dependendo do resultado, o prefeito é afastado e em seguida o presidente da Câmara já oficializa o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) da decisão.

  O relator informa que necessariamente não há a obrigatoriedade de serem usados os 90 dias para a decisão final do processo.

Entenda

  Além desta Comissão Processante, existem atualmente mais 2 CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) sendo realizadas simultaneamente – Dos 43 milhões da saúde e da empresa Catho, também ligada a saúde – das três esta é a mais severa, pois a finalidade da Comissão Processante é inocentar ou afastar o prefeito.

  “O resultado final das CPIs em andamento, caso haja comprovação das irregularidades, é o encaminhamento para as vias judiciais e abertura de uma Comissão Processante. Já o caso aqui abordado, é a própria Comissão Processante, o que pode acarretar em cassação do atual prefeito”, finalizou Seidel.

Sidney Rodrigues – ASSIMP
Foto - divulgação

Bolsonaro desobriga uso de máscaras em templos religiosos e escolas



A Lei 14.019 está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 3

© Getty

  O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos a lei que torna obrigatório o uso de máscaras de proteção individual para circulação em espaços públicos e privados, incluindo transportes como ônibus, táxis, carros de aplicativos, aeronaves e embarcações, como medida para combater o contágio do novo coronavírus. A Lei 14.019 está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 3, e um dos vetos diz respeito ao uso de máscara em estabelecimentos comerciais e industriais, templos religiosos, estabelecimentos de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas.

  O governo justificou o veto como argumento de que o dispositivo, "ao estabelecer que o uso de máscara será obrigatório em demais locais fechados em que haja reunião de pessoas, incorre em possível violação de domicílio por abarcar conceito abrangente de locais não abertos ao público".

  Na justificativa, o governo lembra o artigo 5º, XI, da Constituição Federal, "o qual dispõe que a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial".

  Também foram vetados dispositivos que dispõem sobre as circunstâncias agravantes para a gradação da multa imposta pelo não uso da máscara. "Muito embora haja prerrogativa para a elaboração de normas gerais pela União em relação à matéria, a não imposição de balizas para a gradação da sanção imposta pela propositura legislativa gera insegurança jurídica, acarretando em falta de clareza e não ensejando a perfeita compreensão da norma", diz a justificativa publicada no DOU.

  Bolsonaro vetou ainda o dispositivo que obrigava órgãos e entidades públicas a fornecerem máscaras de proteção individual. Segundo as razões do veto, "a medida institui obrigação ao Poder Executivo e cria despesa obrigatória ao Poder Público, sem que se tenha indicado a respectiva fonte de custeio, ausente ainda o demonstrativo do respectivo impacto orçamentário e financeiro".

Fonte: Notícias ao Minuto



Publicidade

POLÍCIA CIVIL PRENDE EM FLAGRANTE MOTORISTA DE APLICATIVO QUE VENDIA COCAÍNA, EM IMPERATRIZ/MA



  No dia 01/07/2020, por volta das 15h00, a Polícia Civil do Maranhão, por meio da DENARC (Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz), unidade vinculada à SENARC, prendeu em flagrante um motorista de aplicativo que costumava realizar a venda de cocaína em Imperatriz.

  Após o recebimento de denúncias anônimas, investigadores da DENARC passaram a monitorar o suspeito. Na tarde de quarta-feira (1º/07), os investigadores abordaram um homem que acabara de sair da casa do motorista, sendo encontrado com ele um papelote de cocaína. O homem se declarou usuário e informou que comprara a droga do motorista de aplicativo.

  Diante disso, os policiais realizaram uma busca na casa do suspeito, ocasião em que foram encontrados 75g (setenta e cinco gramas) de cocaína, uma balança de precisão, diversas embalagens plásticas do tipo “zip” comumente utilizadas para acondicionar cocaína, além de considerável quantia em dinheiro, um tablete, vários relógios e aparelhos celulares.

  Diante da situação de flagrante, o motorista de aplicativo recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz, onde foi autuado em flagrante, em razão do cometimento do crime de tráfico de drogas.

Após os procedimentos de praxe, o indiciado foi conduzido ao sistema penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.

O usuário também foi conduzido à delegacia, onde prestou declarações e vai responder pelo crime previsto no art. 28 da Lei nº 11.343/2006 (porte de droga para uso pessoal).

A Polícia Civil agradece a colaboração da sociedade e solicita que as denúncias anônimas continuem sendo feitas por meio do What (99) 99156-4783, sendo assegurado o total sigilo da fonte.

Fonte: Notícias da Foto


PUBLICIDADE
RUA QUINTINO BOCAIUVA ESQUINA COM SÃO VICENTE DE PAULA, FEIRA DO BOM SUCESSO

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Eliziane diz que o debate nacional não pode ser poluído e envenenado por fakes



  Ao votar a favor do projeto com medidas relacionadas à disseminação de conteúdo falso na internet, as chamadas “fake news”, a senadora Eliziane defendeu seu posicionamento.

  “A liberdade de expressão e de opinião é uma das bases da democracia, esse bem é inegociável, no entanto, não podemos continuar aceitando que o debate nacional seja poluído e envenenado por fakes, robôs (pagos sabe-se lá como) e com ataques a vida e as pessoas de forma deliberada”, afirmou.

  “As redes sociais podem ser ferramentas importantes de informação, de interação e que mitigam até a solidão e isolamento em tempos de pandemia, no entanto não são terra sem lei e sem ordem. A legislação tem que se modernizar e tem que se adequar aos novos tempos”, explicou.

  “Milícias e matilhas digitais que ajudam a acirrar ânimos, que divulgam mentiras diariamente e que fazem disso sua conduta cotidiana não querem lei que discipline sua conduta, qualquer lei alcança apenas quem comete crimes, se você não comete crime então não há por que temer”, completou Eliziane.

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Wassef diz que Queiroz seria morto e iriam incriminar família Bolsonaro


O advogado disse ainda que considera que salvou a vida do ex-assessor



  O ex-advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) Frederick Wassef afirmou que abriu as portas de sua residência em Atibaia, no interior de São Paulo, a Fabrício Queiroz, após receber informações de que o ex-assessor seria assassinado. Em entrevista à revista Veja, publicada em sua versão online nesta sexta-feira, 26, Wassef disse que tinha informações sobre um possível atentado contra Queiroz - e que a família Bolsonaro seria responsabilizada pelo crime. O advogado disse ainda que considera que salvou a vida do ex-assessor.

  "Eu tinha a minha mais absoluta convicção de que ele seria executado no Rio de Janeiro. Além de terem chegado a mim essas informações, eu tive certeza absoluta de que quem estivesse por trás desse homicídio, dessa execução, iria colocar isso na conta da família Bolsonaro", disse.

  Wassef disse que a morte do ex-assessor seria parte de uma fraude, comparando ao depoimento do porteiro do condomínio do presidente no caso Marielle. "Algo parecido com o que tentaram fazer no caso Marielle, com aquela história do porteiro que mentiu.". Ele também afirma que omitiu do presidente e do filho "01" a trama e o paradeiro do ex-assessor.

  Além do possível crime, Wassef também afirmou que ficou sensibilizado com o estado de saúde de Queiroz e o momento vivido pelo ex-assessor do senador. Sem revelar se ofereceu ajuda ou se foi procurado, o advogado disse que "fez chegar ao conhecimento" de Queiroz que estava disponibilizando três endereços para ele ficar: a casa de Atibaia, uma casa em São Paulo e outra no litoral. Ele se negou a dizer se manteve contato com Queiroz durante o período.

Fonte: Notícias ao Minuto


Publicidade


Jovem é assassinado dentro de casa em João Lisboa


  A Polícia Civil de João Lisboa está investigando o assassinato de um homem, na tarde dessa terça-feira (23), no bairro Cidade Nova. Chama a atenção dos investigadores a forma como o crime foi executado: cerca de cinco homens invadiram a casa, pela frente e pelos fundos, para em seguida matar Diego Oliveira da Silva, 19 anos. 

  O jovem, que segundo familiares já teve passagens pela polícia por tráfico de drogas, pode ter sido morto em vingança. Há suspeita de que a morte tenha ligação com briga de facções criminosas. 

 Diego morava no bairro Vila Fiquene e há poucos dias havia mudado para a Rua Arthur da Costa e Silva, bairro Cidade Nova em João Lisboa. 

  Segundo os levantamentos da Pericia, Diego estava deitado numa rede quando foi surpreendido pelos seus algozes. Pelo menos sete marcas de tiros de revólver calibre 38 foram encontradas no corpo da vítima. 


Fonte: Blogasmoimp 






Publicidade

RUA QUINTINO BOCAIUVA ESQUINA COM SÃO VICENTE DE PAULA, FEIRA DO BOM SUCESSO

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Os parabéns do blog hoje vai o Vereador Ditolá


Parabéns, amigo! Espero que este dia seja muito feliz e recheado de coisas boas. Você merece tudo de bom, pois é um amigo muito querido e dedicado.
Espero que complete muitos anos de vida, sempre com saúde, amor e paz. E que o seu caminho pela vida seja sempre acompanhado pela felicidade e pelo sucesso. 

Feliz aniversário, meu amigo!

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Ministro da Saúde elogia emendas da senadora Eliziane destinadas ao combate do Coronavírus



O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, elogiou nesta terça-feira a líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), pela destinação de emendas parlamentares para o combate à pandemia do novo coronavírus, durante a sessão remota da comissão mista da Covid-19.


“A senhora é uma das únicas que fez funcionar exatamente suas emendas, que foram todas empenhadas, liquidadas e pagas na finalidade. Então, parabéns também à senhora pela sua gestão nesse aspecto de gasto efetivamente com a saúde”, elogiou o ministro interino.


Eliziane Gama mudou a destinação da emenda de bancada a que tinha direito para o enfrentamento da crise contra o coronavírus.


No total, cabia à senadora R$ 5.318.576,00, que seriam destinados à Infraestrutura, mas que forma para a Saúde devido a urgência e gravidade da situação da pandemia.


Transparência – Na audiência com Pazuello, Eliziane Gama reafirmou que a transparência de dados é uma das formas mais efetivas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus no País.


“Esse é um dos pontos com os quais nós temos tido muita preocupação porque em todo o mundo a experiência mostra que através da comunicação direta, da transparência é que nós vamos ter efetividade no enfrentamento dessa pandemia”,disse ao citar o exemplo da Nova Zelândia – um dos primeiros países a apresentar resultados específicos em relação à superação da crise sanitária -, cuja primeira-ministra fazia contatos diários com a população sobre a doença.


Eliziane Gama perguntou a Pazuello se o Ministério da Saúde iria retomar a rotina de entrevistas coletivas diárias sobre a pandemia, como a adotada pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, e ele disse que o objetivo é realiza-las de forma ‘mais consistente’.


“A gente precisa ter mais dados, assuntos mais relevantes para tratar numa coletiva. Quando a gente [destaca] gestores no nível do ministro e dos secretários [para a coletiva], nós estamos tirando o pessoal do trabalho, da produção. Por isso é que a gente diminuiu um pouco a rotina, mas estamos prontos para responder a qualquer motivo, a qualquer momento. E as nossas coletivas serão sempre muito técnicas e com as respostas a qualquer pergunta”, disse o ministro interino.


A parlamentar também questionou Pazuello sobre a decisão do governo de enquadrar na Lei de Segurança Nacional, redigida na ditatura militar, os servidores que divulgassem informações do ministério.


“São apenas procedimentos normais, porque alguns assuntos são ainda de caráter reservado. É preciso ter efetivamente a responsabilidade e a compreensão do grau de risco e de segurança das informações que estão sendo tratadas. Não é, em hipótese alguma, o cerceamento da liberdade de a pessoa falar o que quiser, só não pode falar ainda o que não está liberado para a população para não criar outros problemas”, explicou Pazuello.


Eliziane Gama abordou ainda na videoconferência como estão o andamento de investimentos e parcerias realizadas pelo governo para a descoberta de vacina contra a Covid-19, e se o Ministério da Saúde concorda com a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que há um exagero em relação ao isolamento adotado por estados e municípios, mas Pazuello não respondeu diretamente às perguntas.